Energia solar passiva


Os sistemas passivos não recorrem a equipamentos específicos. São sistemas que captam, armazenam e usam diretamente a energia solar. Os edifícios são bons exemplos, pois através das suas janelas captam a radiação solar, as paredes e outros elementos construtivos armazenam essa energia e aquecem o ar no seu interior.

No entanto, quando se fala de sistemas passivos em edifícios, faz-se referência a elementos de construção tais como as janelas, paredes, coberturas, persianas, entradas de ar, que são alterados relativamente à maneira de construir, de modo a melhor captar, armazenar e utilizar a energia solar no inverno, ou a impedir a captação e armazenamento durante o verão, através de sombreamentos e ventilação natural, ou até aumentar a dissipação de calor.
Com a introdução de tecnologias solares passivas podem construir edifícios com reduzidas necessidades energéticas para aquecimento e arrefecimento ambiente ou, até, em situação de clima ameno e condições interiores favoráveis, edifícios sem necessidades de sistemas mecânicos ou eléctricos e por conseguinte, com nulas necessidades energéticas de energias convencionais.
Existem outras aplicações de energia solar “de baixa temperatura” (sendo por vezes não aplicável a distinção entre sistemas ativos e passivos) nomeadamente para instalações de dessalinização da água do mar, em estufas para a agricultura, em secadores solares e até fornos solares.


Você também pode gostar de:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *